71 Anos e uma nova história...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

A Segunda Guerra Mundial é fruto de um mundo em conflito extremo que nasce dentro de um universo outrora desgastado pela Primeira Guerra Mundial que apesar de ter se desenvolvido por apenas quatro anos deixando um salde de 8 milhões de soldados mortos e 6,5 milhões de civis. Com seu fim os derrotados tiveram de assinarem tratados que garantiam aos vencedores benefícios e tinham também o objetivo de humilhar os perdedores o que criou um verdadeiro “Barril de Pólvora” onde toda a Europa se inseria, esses fatos levaram o mundo à beira da destruição mais uma vez.

O ARTIGO 231 – “Os governos dos Aliados e Associados afirmam e a Alemanha aceita a sua responsabilidade e a de seus aliados por haverem caudado todas as perdas e danos a que foram sujeitos os ditos governos Aliados e Associados e os seus cidadãos como conseqüência da guerra que lhes foi imposta pela agressão da Alemanha e seus aliados”1

Outro fator que influenciou diretamente o rumo da historia do conflito foi o “Crack de 29” que afundou a Europa dos “Aliados” ainda mais fundos em uma sua crise econômica, pois seus investimentos que deveriam garantir ou amenizar as perdas se foram e agora nada se pode fazer. De 1924 a 1929, a Alemanha se recupera da crise voltando a exportar a produção equivalente ao período pré-guerra, sua produção industrial leva grandes empresas a crescerem e a economia vive um bom momento impulsionando a cultura, literatura e cinema.

A Alemanha conseguia números expressivos e em 1925 sob a política externa de Stresemann surgem novos tratados que ajudariam o país a resolver conflitos, tratados como o de Locarno que afirmava as fronteiras e respeitava espaços limítrofes, mas quando a crise de 1929 se abate a Europa tudo se é quebrado e abre-se espaço aos nacionalista-socialistas (ou nazistas assim denominados por causa da sigla do partido, Nazi). Em fim o terreno para a ascensão de Adolf Hitler e seus asseclas e o mundo mergulhará novamente nas trevas de uma guerra mundial de 1939 a 1945.

O mundo viu o inferno e o homem se tornou o Diabo selando o destino de um país para sempre e a Segunda Guerra Mundial faz 71 anos em 2010, mas ainda faz parte do dia a dia de toda a humanidade e jamais poderá ser esquecido porque ela nasceu na luta por provar superioridade de raça, mas termina com a ignorância do desprezo pela vida humana, ainda teremos muito a discutir afinal o conflito não foi feito de 5,6 – 6,1 milhões de Judeus, 300 mil Deficientes, 5 mil Testemunhas de Jeová ou 25 mil Homossexuais. Eram pessoas que tinham tanto ou mais direito a vida que seus assassinos mas seu destino foi os campos de extermínio e a morte prematura que jamais será apagada da alma humana como chagas abertas para toda a eternidade.

A Segunda Guerra Mundial deve ser sempre lembrada e discutida e sempre terá uma nova história para ser contada, a história das pessoas que não tiveram voz, das pessoas que perderam suas vidas e dos jovens que tiveram seus destinos decididos por homens como Hitler, Truman e Stalin e tantos outros que tinham o poder de milhões em suas mãos e o que eles fizeram? Por que fizeram? Isso sempre poderá ser pensado e deverá ser durante toda a Semana H 2010 no CESI/UEMA, que não vai falar só de morte, mas também de vida, de nossas vidas que são fruto de decisões tomadas até hoje pelo nosso passado para entendermos como poderemos evitar uma nova guerra no futuro, para isso a Semana H é um ponto de apoio de um novo começo e uma nova história para cada um de nós.

0 comentários:

wibiya widget